sexta-feira, 30 de julho de 2010

Sua chance de ficar milhardário com o ouro do Lamarca


Parece impossível, mas existe um mapa do tesouro a disposição de quem quiser encontrar uma jazida aurífera perdida no Vale do Ribeira.
O documento é igualzinho àqueles pergaminhos que os piratas faziam quando, diante de um aperreio qualquer, tinham que se mandar deixando enterrada suas fortunas. 
Àqueles que estão achando que isso é uma grande brincadeira, aviso logo: NÃO É, NÃO!
E explico como tal relíquia chegou às minhas mãos:
Na década de setenta, o então ex-sargento José Araújo da Nóbrega vagava pelo Vale do Ribeira com Carlos Lamarca mais um grupo de seis outros militantes da Vanguarda Popular Revolucionária.
No encalço dos guerrilheiros vinham dois mil homens do Exército, Marinha, Aeronáutica, Polícia Federal, Civil e Militar, numa verdadeira ação de guerra batizada de Operação Registro.
Durante as infindáveis caminhadas pela mata, num determinado ponto da Serra, Nóbrega encontrou uma pedra arredondada, de cor amarela, que guardou na mochila.
Dias depois, na entrada da Cidade de Sete Barras, o ex-sargento perde a mochila durante uma escaramuça noturna com homens do Exército e da Polícia Militar. (Todos estes episódios você lê na integra no livro Pedro e os Lobos - veja as 157 1ªs páginas acessando o link que está na lateral esquerda do blog)
Ao ser preso dois dias depois, o guerrilheiro é interrogado sob tortura. E o que os milicos mais querem saber é, exatamente, o local onde ele tinha apanhando a pedra amarela que estava em sua mochila.
Pelo interesse que eles demonstraram, deduzi que já tinham mandado avaliar e pedra e descoberto seu valor.", conta Nóbrega.
Mesmo apanhando muito, o prisioneiro não abre a região onde encontrara a pepita. Recolhido ao Presídio Tiradentes, meses depois, ele será banido do Brasil por conta do seqüestro do embaixador alemão.
Quando vem a anistia, o ex-guerrilheiro volta ao Brasil e, na companhia de Pedro Lobo, procura fazer incursões ao Vale do Ribeira atrás do local exato onde poderia estar o veio de ouro. Mas, naquela época, a região ainda está bastante inóspita e a dupla sempre volta de mãos vazias.
         Então, a jazida ainda está lá, intacta, só esperando a chagada de um sortudo.
Como hoje a região está muito mais desbravada e acessível, tem novas estradas e caminhos, fica bem mais fácil se vasculhar a Serra.
E para quem quiser se aventurar, Pedro dá a dica:  
— O Zé Nóbrega me disse que a pedra era do tamanho duma bola de bilhar. E ele até descreveu o barranco de onde arrancou a pedra, que ficava perto duma cachoeira na Serra do Cavalo Queimado, às margens do rio Pilão, afluente, à esquerda, do Ribeira de Iguape. 
Se andas meio durango e está interessado em se tornar um milionário da noite pro dia, o mapa detalhado da região onde se esconde a jazida aurífera pode ser a solução para todos os seus problemas. E ele está completinho na página 596 do livro Pedro e os Lobos.
Basta investir R$ 50,00 na compra da minha obra pelo site www.pedroeoslobos.com - provavelmente o único livro de História no mundo que oferece um autêntico mapa do tesouro a seus leitores - e sair atrás da fortuna enterrada na Serra.
Não é uma ótima chance pra você parar de dizer que é um azarado e que um autêntico mapa do tesouro nunca caiu-lhe nas mãos?
Boa sorte! 

4 comentários:

  1. E eu gastando dinheiro em casa lotéricas, acredita? rs.

    Agora me diga, você com o mapa em mãos não achou o tesouro ainda por que? rs

    tcham tcham tcham tchaaaaaaaaaaammmmm... seria porque não ha´nenhum tesouro para ser encontrado? rs

    Beijooooooooooooooooooooooooos

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não comprei as pás e picaretas necessárias à empreitada porque estou liso - gastei toda minha grana pra editar meu livro. Mas, assim que o povaréus se dispuser a comprar os exemplares de Pedro e os Lobos, arrumo a mochila e parto, porque o mapa é autêntico e ainda tem as armas que o Lamarca embalou e depois enterrou na região e que darão ótimas peças prum museu da guerrilha.

    ResponderExcluir
  3. Camarada Laque:
    Vamos organizar uma caravana para reconhecimento da área. Com o avanço da tecnologia poderiamos nos comunicar rapidamente. Enquanto Pedro Lobo, Nobrega e Darcy procuram a mina, ficaremos -eu e tu- enquartelados em uma casa de suco de cevada no aguardo de notícias e claro, da divisão.
    Pedroso Junior, o Chinelo

    ResponderExcluir
  4. QUANDO CRIANÇA MEU AVO FALECIDO 1981 ME CONTAVA MUITAS HISTORIAS SOBRE OURO .ELE ACOMPANHOU MUITO MEU BI QUE ERA TROPEIRO . MORAVAMOS EM MG E ELE ME DISSE QUE CERTA LUGAR.... EM SP ENCONTRAVA PEPITAS GRANDES E LENDO ESSE MAPA FIQUEI SURPRESO DE VE O NOME DESSE LUGAR .2 HISTORIAS SE BATEM NAO VEJO A HORA DE IR LA PESQUIZAR .

    ResponderExcluir